14 de mai de 2009

RUMO AO EQUILIBRIO

Interessante perceber o quanto existe uma quantidade imensa de pessoas que vão pela vida sem aproveitá-la. Estão na maioria de seu tempo preocupadas, apenas, com o trabalho ou estão entregues à inércia.
A preguiça e o ativismo são extremos a ser evitados para se ter uma boa qualidade de vida. Existe hora em que se precisa parar um pouco, noutras o imperativo é seguir, trabalhar, suar.
Aristóteles ensinou muito bem que a virtude se encontra no meio. Aí é que se encontra a felicidade, no equilibrio, na harmonia de nossa vida. O ritmo para encontrar esse meio termo cada um é que vai encontrar obedecendo à própria dinâmica de sua existência.
Então, se você caminha devagar porque já teve pressa ou se você intui que precisa caminhar mais rápido não tem importância contando que exista um abjetivo, conhecimento do caminho a ser percorrido e o principal, conhecimento de si mesmo para enfrentar a jornada e, claro, desejo de chegar a um ponto de equilibrio.
O essencial de tudo é ter a certeza de que não se está só. Deus caminha com cada, sem exceção.

Nenhum comentário: