13 de mai de 2009

MEIO DIA



Meio dia é um horário sugestivo para uma reflexão. Não é poético como o cair da tarde ou carregado de esperança como a aurora que espreita, mas pode, em muito nos ensinar.Sua luz é mais forte e nele paramos um pouco, para em seguida prosseguir a jornada. Ainda temos algum tempo para fazer o que não foi realizado pela manhã. Embora paremos um pouco ao meio dia, nele não podemos permanecer.
Na nossa vida, de diversas formas,também, o sol se levanta e nos indica que estamos no meio. Paramos e somos interpelados a tomar uma decisão. Não há mais o frescor da manhã, nem a recompensa do crespúsculo, apenas, o sol do meio dia. No trabalho, nos relacionamentos, na família, enfim, altaneiro o sol ergue-se e nos coloca no meio. Nos faz ver o quanto precisamos percorrer. Claro,igualmente nos apresenta o que fizemos, o que já caminhamos.
Importante nisso tudo é saber para onde queremos caminhar,pois quando não possuimos um sentido de vida a inclemência do meio dia torna-se apenas castigo, incômodo, atraso. Cristo, o mediador, nos ensine a passar pelo meio dia de forma lúcida e coerente a fim de contemplarmos o dia que não tem ocaso.

Nenhum comentário: