12 de mar de 2009

A DITADURA DO RELATIVISMO

A pós - modernidade recebeu o decalque do relativismo atroz e voraz. Ele nega toda possibilidade de existir algo absoluto, constante e imutável além de criticar causticamente pessoas e instituições que defendam tais valores. Deste modo, cada um vive sob a máxima do filósofo Protágoras, “o homem é medida de todas as coisas”.
Assim o caos está prestes a formar-se, pois se todos se puserem a fazer o que querem e como quiserem a ética é ameaçada e as relações interpessoais são comprometidas.
O Relativismo prático vem acompanhado do materialismo, hedonismo e consumismo dentre outras vertentes cujo mal maior é distanciar o homem de sua própria identidade.
Os efeitos dessa ditadura do relativismo na sociedade é a indiferença para com o outro, o crescimento da violência, da desonestidade, a coisificaçao do homem, a minoração do valor da vida.
É impossível uma vida equilibrada pessoal e comunitariamente sem as realidades da constancia , da essência permanente. Que fale por nós a natureza. Esta segue um curso, é regida por um conjunto de leis e quando de alguma forma é afetada as conseqüências são desastrosas, Por que seria diferente com o homem?
O relativismo é um mau que cresce e assolapa os valores e princípios basilares que sustentam a sociedade. É um risco para todos. Somente ancorados no porto seguro que abriga a existência do absoluto é que se pode sobreviver a esses dias maus.

Vanderlúcio

Um comentário:

Antonio Marcos disse...

Caro Vanderlúcio, gratidão!
Quero de coração te agradecer pela sua colaboração na formação de muitas consciências através dos seus artigos, publicados no Site da Comunidade Católica Shalom (www.comshalom.org), como também em algumas colunas de um dos Principais Jornais do Estado. Sempre fui leitor e admirador de suas posições acerca de tantas questões do cotidiano da nossa vida como pessoa, como cidadão e como cristão. Peço sua perserverança e fidelidade aos princípios éticos,morais e cristãos com os quais foram moldados tua consciência. Estamos realmente vivendo um tempo desafiante em todos os sentidos, e precisamos de testemunhas e promotores do Bem, da Luz que é capaz de conduzir as pessoas para a Verdade. Tua vida é marcada pela fé e, esta fé, nunca te foi uma alienação, mas expressão de ter a liberdade de manifestar a Pessoa de Cristo como referência maior, sentido e razão daquilo que desejas comunicar ao coração de tantas pessoas. Sim, "os desafios do homem moderno nos afligem, mas não nos deixam desorientados e confusos". A percela da articulação das idéias, com base numa Razão iluminada pela luz da fé e dos princípios naturais, que nos inclina a "fazer o bem e evitar o mal",é muitissimamante importante. Coragem caro Vanderlúcio. Se este é o tempo de dizer "o que se pensa", muito mais devemos dizer, escrever, interpretar e traduzir quando se trata de comuicar não "uma simples idéia", mas uma Pessoa, Cristo, o Vivente. Na alegria por sua vida e missão na consciência e coração de muitas pessoas, minha gratidão.
Antonio Marcos - (antoniomarcosdeaquino@hotmail.com)