25 de out de 2011

Ia caindo no golpe da revista

[cuidado]

Hoje, na porta da faculdade Estácio FIC, em Fortaleza, unidade Moreira Campos, fui abordado por um rapaz na entrada da instituição dizendo que eu teria direito a um brinde, bastaria apresentar o cartão de crédito, bandeiras Master ou Visa Card.

Peguei a revista, mostrei o cartão e o rapaz passou a falar de uma promoção. Tratava-se de um programa de incentivo à cultura da editora Abril em parceria com os cartões de crédito. No caso, eu pagaria apenas o preço de entrega  do material por um ano e continuaria com a assinatura por mais dois.

O moço falava  muito rápido e lançou mão de uma ficha de  cadastro. Comecei a desconfiar e a quebrar sua persuasão com uma série de perguntas. Ele não titubeou e foi convincente nas respostas, mas não o suficiente para que eu pudesse efetivar a assinatura das revistas.

 E fiz muito bem.

Ao pesquisar na internet descobri que os preços não eram nada "promocionais"  e me deparei com uma lista de pessoas que passaram pela mesma situação. Leia mais sobre o golpe, aqui.  Também nos sites dos cartões e da editora nada sobre o tal programa de incentivo à leitura.

Resta saber se os poucos menos de 15 segundos em que o malandro viu meu cartão foi o suficiente para decorar os números e forjar uma assinatura. Amanhã vou confirmar com a operadora e caso tenha
 feito, cancelarei.

Fica o aviso, desconfie de esmolas muito generosa.

3 comentários:

Anônimo disse...

Também fui vítima do golpe da taxa dos correios praticado pela vendedora da editora Abril. O mais grave é a editora Abril estar sendo conivente e aceitando as vendas desses vendedores desonestos.Quando fiz as ligações de cancelamento, os atendentes não aceitaram fazer o cancelamento, obrigando eu já prejudicado e enganado, a permanecer o tempo mínimo de 6 meses com a assinatura que não quis adquirir. Só é possível resolver esse problema colocando a empresa na justiça.No meu caso, eu teria que pagar "2 taxas de correios de 11 Reais a cada mês". Dando uma pesquisada pelas reclamações, podemos encontrar várias reclamações sobre a mesma razão, de diferentes regiões do Brasil, em datas bem espaçadas. Sou de Recife -Pernambuco. Com essas informações, podemos concluir que é um alto risco fazer negocio com a editora Abril.Nem para procurar apurar os fatos da minha reclamação os atendentes tiveram interesse. Nunca mais vou realizar nenhuma assinatura pela editora Abril.

Anônimo disse...

Também fui vítima do golpe da taxa dos correios praticado pela vendedora da editora Abril. O mais grave é a editora Abril estar sendo conivente e aceitando as vendas desses vendedores desonestos.Quando fiz as ligações de cancelamento, os atendentes não aceitaram fazer o cancelamento, obrigando eu já prejudicado e enganado, a permanecer o tempo mínimo de 6 meses com a assinatura que não quis adquirir. Só é possível resolver esse problema colocando a empresa na justiça.No meu caso, eu teria que pagar "2 taxas de correios de 11 Reais a cada mês". Dando uma pesquisada pelas reclamações, podemos encontrar várias reclamações sobre a mesma razão, de diferentes regiões do Brasil, em datas bem espaçadas. Sou de Recife -Pernambuco. Com essas informações, podemos concluir que é um alto risco fazer negocio com a editora Abril.Nem para procurar apurar os fatos da minha reclamação os atendentes tiveram interesse. Nunca mais vou realizar nenhuma assinatura pela editora Abril.

Anônimo disse...

No dia 04/08/14 fui abordada por uma representante da Abril Editoras.
Estava na parada de ônibus dentro da universidade e havia um grupo de
mulheres com a farda da Abril. Uma delas me abordou e (resumindo aqui
pra não alongar muito)começou a me falar sobre estatísticas de que os
alunos estariam perdendo o hábito da leitura e que por isso a Abril
entrou numa campanha com o objetivo de estimular a leitura dos
estudantes, e por isso estava dando de "brinde" uma das revistas da
editora,DE BRINDE. Eu recusei o "brinde" mas ela continuou insistindo
muito,muito mesmo,ficou se humilhando pedindo para que eu a ajudasse a
bater a meta do dia. Me disse que NADA seria cobrado,não seria cobrado
o valor da revista nem o frete para a entrega,deixou claro que tudo
seria GRATUITO.Então por ingenuidade e bondade da minha parte aceitei
preencher os dados para que ela pudesse bater a meta e me deixar em
paz. Ela disse que pra participar bastaria possuir cartões com a
bandeira visa,dai ela pediu para ver a validade,eu mostrei,ela pegou o
cartão e passou para uma segunda mulher que se aproximou na hora,essa
segunda pessoa colocou o meu cartão numa prancheta e pegou os meus
dados friccionando o papel por cima do alto relevo dos números. Foi
tudo muito,muito rápido.Perguntei pq elas pegaram o numero do meu
cartão,e ela disse que era apenas por questões burocráticas que
precisavam disso para comprovar q eu era usuária 'visa'. Eu já havia
preenchido os dados com o meu nome e endereço para que eu recebesse em
casa a minha revista. Dai ela pediu que eu confirmasse os dados
assinando com o meu nome,era uma folha apenas com os dados,em momento
nenhum li algum papel ou alguma cláusula dizendo que aquilo era um
contrato de assinatura da revista. O papel que assinei era apenas para
confirmar os meus dados. Em momento algum foi me apresentado um
contrato. Eu assinei esse único papel de dados,estava em cima de uma
prancheta,apenas o papel.
Ela em seguida agradeceu por eu ter ajudado,e disse q no dia seguinte
no mesmo horário eu poderia pegar com outras representantes um
'cooler' que elas estariam entregando para quem topou participar da
campanha. Ainda me pediu q eu dissesse qdo fosse pegar o cooler que eu
fui bem tratada/atendida por ela,pq assim ela ganharia uma comissão.
No dia seguinte como estava indo pra aula passei pelo mesmo lugar,e lá
não tinha ninguém da revista. Mas nem me interessei. Dias depois ligam
para o meu telefone para confirmar o endereço,eu confirmo e foi
apenas isso,não me falaram nada de assinatura.
Enfim, cerca de um mês depois recebo a minha fatura do cartão, e lá
consta uma compra com a discriminação "Assinaturas Abril" no valor de
R$ 75,55.
Daí eu me assusto porque estava certa de que havia participado de uma
campanha e que em momento algum me venderam a assinatura de uma
revista. Eu já recebi 2 revistas. NÃO QUERO RECEBER MAIS NENHUMA.
Eu liguei para lá ontem (03/09/14)e cancelei a suposta "assinatura", o
atendente me disse que eu havia assinado um contrato de 2 anos de
revista pagando 12x 75,55. MAS EU NÃO ASSINEI CONTRATO NENHUM, e quero
recorrer pois apesar de já ter conseguido o cancelamento eu não quero
pagar esse valor abusivo de R$ 75,55!!! Eu não preciso dessa revista e
muito menos quero,ainda mais sabendo q fui vítima de um golpe sujo.
Como posso fazer para recorrer e contestar esse valor na minha fatura
? Contando com hoje(04/09/14) eu tenho 9 dias até o vencimento da
minha fatura. Não quero pagar esse valor, eu nem tenho como pagar pois
não era algo que estava incluso no meu orçamento do mês. FOI GOLPE !