26 de out de 2011

Empresários tiram dúvidas sobre a gestão do Ceará

[Projeto Fazendo Acontecer]
Fonte: Jornal O Povo


Colocar em sintonia projetos e indicadores do governo do Ceará. Assim, empresários se reúnem para buscar informações de possíveis parcerias e tiram dúvidas sobre os projetos do Estado, explica Carlos Matos, líder empresarial do Projeto Fazendo Acontecer, que tem como base rodadas de discussões com personalidades.

Em reunião fechada, o secretário do Planejamento e Gestão do Ceará (Seplag), Eduardo Diogo, falou sobre os indicadores do Ceará e as estratégias de governo. Para Carlos Matos, é indispensável o tripé: Governo, sociedade e empresa para o desenvolvimento do estado. “Não é possível desenvolver uma empresa sem perceber as estratégias para o desenvolvimento da sociedade, e o Governo é o representante oficial para dar as grandes respostas”, avalia Matos. De acordo com ele, a reunião dá força à construção de lideranças que possam ter uma visão clara do desenvolvimento da sociedade e assim, contribuir empresarialmente.

Consolidação

De acordo com o secretário do Planejamento e Gestão do Ceará, Eduardo Diogo, o destaque do governo é que ainda nessa década haja a consolidação do ponto de vista de uma indústria de base forte com a Siderúrgica em operação e refinaria.

“Queremos uma situação também do ponto de vista de acesso à tecnologia, expandido para toda a população cearense por meio do Cinturão Digital, vender para a população um preço máximo de R$ 28 por megabyte por segundo. Vamos trabalhar no sentido de que as empresas venham aderir ao projeto para termos cada vez mais a universalização da banda larga”, projeta. Como objetivo da gestão, ele salienta o crescimento da renda per capita do cearense pelo menos se equipare à renda per capita nacional. Enquanto o Ceará hoje tem uma renda de R$ 8,8 mil, a do Brasil é de R$ 19 mil, destaca. (Natalie Caratti)

Nenhum comentário: