16 de mai de 2014

"Eles perderam o pudor" diz o ator Carlos Vereza sobre militantes virtuais do PT

O ator global Carlos Vereza usou o Youtube para repudiar as ameças de morte feita ao Presidente do STF Joaquim Barbosa pelo secretário de organização do diretório do PT em Natal e membro da Comissão de Ética do partido no Rio Grande do Norte, Sérvolo de Oliveira e Silva.

Ameaça ao Presidente do STF


O caso está sendo investigado pela Polícia Federal. A mensagem escrita no Facebook estava sob um pseudônimo, caraceterística da ação da militância virtual do partido. O texto crimisnoso dizia entre  outras coisas que Joaquim Barbosa" “morreria de câncer ou com um tiro na cabeça” e que seus algozes seriam “seus senhores do novo engenho, seu capitão do mato”. 

Ainda chamam o Presidente de “traidor” e vocifera: “Tirem as patas dos nossos heróis!”. Em  dezembro de 2013 escreveu um recado mais ameaçador: “Contra Joaquim Barbosa toda violência é permitida, porque não se trata de um ser humano, mas de um monstro e de uma aberração moral das mais pavorosas (…). Joaquim Barbosa deve ser morto”.

"Até onde estes mercenários virtuais do PT podem chegar?", pergunta Carlos Vereza.
Carlos Vereza se mostra inconformado com o nível de ameaça. "Até onde estes mercenários virtuais do PT podem chegar?", indaga o ator. "Tem que ter uma nota de repúdio do Senado, da Câmara Federal, da Presidente da República, da OAB, dos juristas internacionais".

Vereza relembra a recente campanha de apoio ao jogador Daniel Alves contra o racismo, depois que uma banana fora jogada contra ele em campo. "Agora eu pergunto,onde anda o tal movimento da Conciência Negra? Outro juízes condenaram os mensaleiros. Por que as críticas se direcionam apenas a ele? Seria por ele ser negro? Isto seria uma ofensa duplamente grave".


Nenhum comentário: