25 de abr de 2012

Jovens universitários mortos na Bahia serão sepultados nesta quinta

[pesar]



Os corpos dos cinco estudantes do Espírito Santo mortos em um acidente no extremo-sul da Bahia foram liberados na tarde de hoje e serão sepultados em suas cidades nesta quinta-feira (26), de acordo com familiares das vítimas. 
O corpo de Amanda Oliveira, de 21 anos, chegou a ser velado durante poucos minutos no campus da Universidade Federal do Espírito Santo em São Mateus, mas foi levado em seguida para a cidade Manhaçu, em Minas Gerais, onde será sepultado nesta quinta.  Já a despedida de Izadora Ribeiro acontecerá em Jaíba, também em Minas, em local ainda não definido pela família.

Os outros três estudantes mortos no acidente na BR-101 serão enterrados em cidades do Espírito Santo. Marllonn Amaral,  Rosaflor Oliveira e  André Galão serão sepultados, respectivamente, nas cidades de Nova Venécia, Mucuruci e Colatina também ao longo desta quinta.

_____________________________________________________________________________________________


Carro de estudantes estava a 120 km/h quando bateu em árvore, diz perito

O carro teria tombado antes de ficar parcialmente submerso no rio Mucuri. Corpos já foram identificados e devem ser sepultados nesta quarta

O carro onde estavam os universitários do Espírito Santo mortos em um acidente no extremo-sul da Bahia estava a, pelo menos, 120 km/h quando colidiu em uma árvore ao despencar de uma altura de cerca de 40 metros após sair da pista no km 947 da BR-101. As informações preliminares são da perícia técnica de Teixeira de Freitas, realizada no local ainda durante a madrugada desta quarta-feira (25) após o resgate dos corpos das cinco vítimas fatais.

Em entrevista à TV Gazeta, o coordenador do Departamento de Polícia Técnica de Teixeira de Freitas, Manoel Gomes, informou que parte do trajeto do carro foi reconstituído na vegetação e ficou constatado que ele tombou antes de cair dentro do rio Mucuri e ficar parcialmente submerso. O carro, um Fiat Punto com placa OBC-9685, foi içado das margens do rio por volta das 2h desta quarta. O corpo de André Gallão, que seria o dono e motorista do carro, foi encontrado ainda no início da noite desta terça-feira (24), ao lado do carro.




________________________________________________________________________________________________


Corpos de universitários são resgatados 
Atualizada às 9h43
Os corpos dos cinco estudantes universitários capixabas que estavam desaparecidos desde a sexta-feira (21) foram resgatados no Sul da Bahia durante a madrugada desta quarta-feira (25), segundo informações do Comando Independente de Policiamento Especializado da Mata Atlântica da Polícia Militar da Bahia. O veículo onde os corpos de quatro universitários estavam, um Punto com placa OBC-9685, foi içado das margens do rio Mucuri por volta das 2h. O corpo de André Gallão, que seria o dono e motorista do carro, foi encontrado ainda no início da noite desta terça-feira (24), ao lado do carro.


Carro dos jovens foi encontrado na noite desta terça (Foto: Divulgação / PRF)



Os estudantes estavam desaparecidos desde a última sexta-feira (20), quando saíram de São Mateus, município no norte do Espírito Santo, para uma festa em Prado, no extremo-sul baiano. O corpo de André foi reconhecido por familiares que acompanharam o resgate, e a polícia acredita que ele tenha sido projetado para fora quando o veículo saiu da pista. 

Os corpos das outras quatro vítimas, Izadora Ribeiro, Rosaflor Oliveira, Amanda Oliveira e Marllonn Amaral, encontrados dentro do carro de André, foram encaminhados para o Departamento de Polícia Técnica (DPT) de Teixeira de Freitas e devem ser liberados ainda na manhã de hoje para o sepultamento em cidades da Bahia, Espírito Santo e Minas Gerais. Ainda de acordo com a polícia, os pertences das vítimas que estavam dentro do veículo foram reconhecidos por familiares.
O carro de André foi encontrado em uma região de difícil acesso antes da ponte do rio Mucuri, depois de uma curva na BR-101. O veículo estava capotado e parcialmente submerso. Segundo o repórter Beto Ramos, da Rádio FM Abrolhos, o Punto foi localizado por volta de 18h por um morador de Itabatã, que sentiu um mau cheiro forte vindo do local e avisou as autoridades. O carro caiu cerca de 15 metros de altura, segundo o repórter. 
Ainda segundo Ramos, o local onde o carro caiu é antes do posto de gasolina de Mucuri, onde eles teriam feito um lanche. Essa informação pode ter prejudicado as buscas, que estavam sendo feitas já a partir do posto da cidade.
Conforme a polícia, somente uma perícia no veículo, que também foi encaminhado para o DPT de Teixeira de Freitas, irá confirmar se o que aconteceu foi realmente um acidente.
Entenda o caso
Izadora Ribeiro, Marllonn Amaral, Amanda Oliveira, Rosaflor Oliveira e André Galão viajavam em um carro modelo Punto, placa ODC-6985, para comemorar o aniversário da mãe de Izadora, que mora em Prado. Até a manhã desta terça-feira (23), eles não haviam sido encontrados.

Segundo o delegado Walter Barcelos, os celulares dos cinco jovens pararam de funcionar quase simultaneamente. "Eles saíram do Espírito Santo por volta das 19h e, por volta das 21h, os celulares apagaram ao mesmo tempo perto do município de Pedro Canário, na divisa com a Bahia", disse o delegado ao CORREIO. A viagem deveria durar aproximadamente três horas.
Com a demora dos jovens, os pais da Izadora fizeram o trajeto contrário da viagem à procura de acidente. Como não encontraram, procuraram a polícia em São Mateus para informar o desaparecimento. "Se eles fossem mudar o trajeto iriam avisar a gente", disse Doralize Ribeiro, mãe de Izadora.


_____________________________________________________________________________
24/04/2012

Encontrado   corpos dos 5 jovens capixabas que estavam desaparecidos

O carro dos cinco estudantes universitários capixabas desaparecidos foi localizado no início da noite desta terça-feira (24) às margens do rio Mucuri, na cidade de Mucuri, Bahia. O primeiro corpo resgatado foi o de André Gallão, arremessado para fora do veículo e em estado inicial de decomposição, informou o Comando Independente de Policiamento Especializado da Mata Atlântica da Polícia Militar da Bahia. Os estudantes estavam desaparecidos há quatro dias, quando saíram de São Mateus, município no norte do Espírito Santo, para uma festa em Prado, no extremo-sul baiano.
O veículo é um Punto com placa  OBC-9685. O corpo de André estava ao lado do carro - a polícia acredita que ele tenha sido projetado para fora quando o veículo saiu da pista. Dono do automóvel,  André Galão dirigia o carro, conforme indícios coletados pelos policiais militares. Após resgate, o corpo de André será levado para o Instituto Médico Legal de Teixeira de Freitas.

O Punto está localizado antes da ponte do rio Mucuri, depois de uma curva na BR-101, em uma região de brejo. Ele está capotado e parcialmente submerso.  Familiares que acompanhavam as buscas na cidade de Teixeira de Freitas  reconheceram objetos e malas encontrados como sendo dos jovens.
A área onde ocorreu o acidente está isolada; o Corpo de Bombeiros conduz o içamento do veículo e também realiza buscas pelos corpos. Os trabalhos são executados por bombeiros de São Mateus, no Espírito Santo, e o 6º Batalhão, de Texeira de Freitas. Mais de 50 homens trabalham no resgate.
Um primeiro caminhão guincho não conseguiu chegar até o local e os bombeiros agora aguardam a chegada de um outro tipo de guincho para continuar com o resgate. A operação não irá parar até que o carro seja içado, segundo a Polícia Militar.
Região de difícil acesso
O repórter Beto Ramos, da Rádio FM Abrolhos, que está no local, disse que o carro foi localizado por volta de 18h por um morador de Itabatã, que sentiu um mau cheiro forte vindo do local e avisou as autoridades. O carro caiu cerca de 15 metros de altura, segundo o repórter. O terreno é íngreme e de difícil acesso.

Ainda segundo Ramos, o local onde o carro caiu é antes do posto de gasolina de Mucuri, onde eles teriam feito um lanche. Essa informação pode ter prejudicado as buscas, que estavam sendo feitas já a partir do posto da cidade.
Somente uma perícia irá confirmar se o que aconteceu foi realmente um acidente. O local onde o carro foi encontrado fica a 10 km da divisa entre Espírito Santo e Bahia. 
Tanto a Secretaria da Segurança Pública (SSP) da Bahia quanto a do Espírito Santo não confirmam oficialmente a informação. Segundo a assessoria de comunicação da SSP do Espírito Santo, uma equipe policial do estado se deslocou para Mucuri depois de saber da informação para checar o fato. 
Bahia e Espírito Santo disponibilizaram um helicóptero para ajudar nas buscas no percurso que os jovens teriam realizado, desde São Mateus até o município de Prado, no extremo sul da Bahia.
Na manhã desta terça (24), a SSP-ES chegou a afirmar que um carro semelhante ao dos universitários teria sido encontrado na BR-418, na Bahia, com cinco vítimas fatais, mas a informação foi desmentida pelo delegado Danilo Bahiense, que sobrevoou a região e não localizou o suposto veículo. O carro, segundo a assessoria da SSP-ES, teria despencado em uma região montanhosa de difícil acesso. 


Durante a tarde, outro boato movimentou uma equipe da Polícia Militar especializada  em trabalhos na Mata Atlântica da Polícia Militar. Eles foram deslocados para um córrego na divisa entre a Bahia e Minas Gerais, onde teria sido registrado o sinal do celular de um dos jovens desaparecidos. Após algumas horas de buscas na região, nada foi encontrado.  

A polícia chegou a ser deslocada para a região para verificar se os supostos corpos encontrados eram dos cinco universitários do Espírito Santo que estavam desaparecidos. No local, o delegado Danilo Bahiense, do Espírito Santo, não encontrou nenhum tipo de veículo ou pessoas vítimas de acidente. Dois helicópteros, da Bahia e do Espírito Santo, continuaram sobrevoando a região para mapear as ocorrências e descartar a hipótese de acidentes com vítimas fatais.


Entenda o caso

Izadora Ribeiro, Marllonn Amaral, Amanda Oliveira, Rosaflor Oliveira e André Galão viajavam em um carro modelo Punto, placa ODC-6985, para comemorar o aniversário da mãe de Izadora, que mora em Prado. Até a manhã desta terça-feira (23), eles não haviam sido encontrados.

Segundo o delegado Walter Barcelos, os celulares dos cinco jovens pararam de funcionar quase simultaneamente. "Eles saíram do Espírito Santo por volta das 19h e, por volta das 21h, os celulares apagaram ao mesmo tempo perto do município de Pedro Canário, na divisa com a Bahia", disse o delegado ao CORREIO. A viagem deveria durar aproximadamente três horas.
Com a demora dos jovens, os pais da Izadora fizeram o trajeto contrário da viagem à procura de acidente. Como não encontraram, procuraram a polícia em São Mateus para informar o desaparecimento. "Se eles fossem mudar o trajeto iriam avisar a gente", disse Doralize Ribeiro, mãe de Izadora.
Plugado do Correio da Bahia 

Um comentário:

Anônimo disse...

estou orando por essas familias pois sinto na pele e no coração o quanto elas estão sofrendo,que deus de paz e muita calma a elas, meus sentimentos abraços nair camargo