15 de abr de 2015

Criatividade renova mídia cearense

A mídia cearense demonstra amadurecimento na lida com a construção do futuro dos meios de comunicação. Superada a fase de questionamentos sobre o futuro do impresso, o deslumbramento com os recursos de  convergência e transmídia e ainda a possibilidade de montar uma rede de jornalismo colaborativo, surgem as primeiras respostas concretas aos desafios bem específicos deste tempo de revolução da informação. 

Selma Vida e Marylenne Freitas. Foto: ETHI ARCANJO ( O pOVO)
O Sistema O Povo de Comunicação  se destaca pela tradição e ousadia. A novidade da vez é a troca de editoras-chefe entre a Rádio O Povo/CBN  e a TV O Povo. Arrisco a dizer que este projeto merecia o acompanhamento da academia pois terá muito a colaborar na comunicação cearense. Maryllene Freitas com 30  anos de expertise nas rádios do Grupo  foi remanejada para o comando da TV O Povo posto então assumido por Selma Vidal que por sua vez passou a integrar a chefia da rádio. 

O diretor geral de jornalismo do Grupo explica em entrevista ao Jornal O Povo a troca inusitada. "As duas profissionais são pessoas de reconhecida competência, envolvimento e paixão jornalística. A elas, apresentamos o desafio de trazer esse engajamento e paixão da TV para rádio e vice-versa. Ambas têm uma bagagem muito grande e percebemos que elas poderiam agregar novas experiências às mídias em questão, o que é uma característica nossa”.

Integração para convergir 


O Sistema Verdes Mares há alguns anos integrou estruturalmente as redações de jornalismo dos seus veículos de comunicação e o resultado pode ser acompanhado na cobertura convergente. A TV DN, WebTV do Jornal Diário do Nordeste, por exemplo, é a que apresenta a melhor plataforma de vídeos dos  três jornais. O conteúdo expande-se e o aparato técnico garante boa qualidade às produções. 

Portal foca conteúdo na cultura cearense 
O jornal O EstadoCE reinventa-se no impresso e na plataforma Online. Lançou novo logotipo, inclusive com campanha publicitária em  mídias exteriores sinalizando que deseja permanecer na disputa pela atenção do público. Dos três jornais é o único que oferece aos leitores - por enquanto - a versão digitalizada gratuitamente. 

Tribuna do Ceará já foi o nome de um jornal impresso de circulação no Ceará. O Sistema Jangadeiro adquiriu os direitos de uso  e mantém no ar o portal com este nome. O site se destaca pela fidelidade à linha editorial, a produção de conteúdo focada na cultura cearense. Reportagens pitorescas como o torneio de bila em Fortaleza atraem cada vez mais um público que se identifica com a abordagem dos assuntos. O portal é utilizado para integrar todos os veículos do Sistema Jangadeiro. 

Jornalismo Colaborativo


Jornalismo colaborativo e proximidade com o público são determinantes para um canal de comunicação manter-se no ar com a simpatia da audiência  cada vez mais exigente. As rádios Tribuna Band News e O Povo/CBN  entenderam bem o sinal dos novos tempos. As emissoras  têm feito o dever de casa de ir ao encontro dos ouvintes. Seja com os aplicativos para dispositivos móveis, seja montando estúdios por onde passam grandes aglomerações de pessoas como em shoppings. A ideia não é tão nova mas surte efeito, o mesmo gerado pela a antiga Dragão do Mar quando em 1970 marcou época ao cobrir a inauguração do açude Orós levando para a cidade um transmissor. 

Estúdio aproxima em locais públicos aproxima ouvintes
Os desafios ainda existem e são muitos, mas estes passos representam um avanço e uma predisposição para a mudança. O enxugamento das redações, poucas verbas para produções, veículos reféns de verbas publicitárias dos executivos (Federal, Governamental e Municipal) atravancam a criatividade, às vezes compromete a isenção e o processo que poderia ser mais ágil. Fato é que estamos dando passos. Que estes sejam ainda mais firmes e rápidos. 

Nenhum comentário: