3 de jun de 2009

Dor, silêncio e falta de compreensão

Dor.
silêncio!
Falta de compreensão.
Quando se juntam todos esses elementos citados acima o caos parece ter se estabelecido. A experiência não verga e insiste em afirmar que se pode tirar coisas de tais realidades passíveis de acontecer a toda pessoa.
O tempo é um ótimo aliado ainda que a princípio pareça um inimigo sarcástico. Mas é ele o apontador de nossos erros e acertos, a planilha que nos demonstra a ação e os efeitos da dor, do silêncio e da incognição.
A dor parece perpassar a alma; o silêncio é enlouquecedor e falta de compreensão deixa o ente desnorteado. A melhor reação seria reagir como uma pessoa perdida: Parar, aguçar os sentidos, puxar da memória o que pode lembrar, respirar profundo e seguir.

Nenhum comentário: